• Benjamim Rodrigues

O que quer dizer 'Está tudo bem' ou 'Está tudo mal'... para as nossas células?

Atualizado: 8 de Nov de 2019


Como alguém disse, 'as nossas células são o melhor empregado que nós alguma vez podemos vir a ter', pois elas estão sempre atentas e a fazer tudo por nós, e para que isso aconteça nem precisamos dizer uma única palavra, basta apenas o mero nosso pensamento.


Ao contrário do que muita gente pensa, nós nunca estamos sozinhos, até porque nós temos sempre connosco - enquanto usufruirmos deste corpo nesta encarnação terrena - algumas dezenas de triliões de células. E estas células são seres vivos, embora em tamanho muito reduzido, no entanto são elas as responsáveis pela manutenção e equilíbrio ou não, de todo o nosso corpo físico.


Como seres vivos que são, as nossas células, estão pois ao nosso serviço 24 horas por dia e estão disponíveis para fazer tudo por nós... mesmo tudo, acredite.


Sempre que dizemos ou mesmo pensemos, por exemplo na primeira expressão: 'está tudo bem' elas vão 'ouvir' até este nosso pensamento ou expressão e vão, desde logo, 'servir-nos' com o melhor e com tudo o que dispuserem e puderem.

E o que é que elas entendem com o 'está tudo bem?'

Entendem que precisam de 'materiais' para sensações de 'está tudo bem', logo vão de imediato 'deitar mãos à obra para ter todos os 'materiais' melhores para promover essas sensações. Para isso vão aproveitar aqueles 'materiais' que já possam existir no nosso organismo e vão eliminar ou descartar todos os 'materiais' que sejam incompatíveis com a sensação de 'está tudo bem'. Vão ainda por todos os meios que conseguirem arranjar os 'materiais' mais aconselháveis para as sensações do 'está tudo bem'. Enquanto não conseguirem os melhores 'materiais' para as sensações de 'está tudo bem' não vão descansar, mesmo.


E concretamente isto traduz-se em quê?


1- Naquilo que comemos - vão aproveitar os melhores 'materiais' que possam utilizar para esse 'está tudo bem'. E como é de boas sensações que elas nos querem 'presentear', vão aproveitar os bons nutrientes e rejeitar os maus nutrientes. Logo os bons nutrientes ficam e os maus nutrientes, os das más sensações vão ser eliminados, pois esses não são necessários para produzir as sensações que lhes foram 'pedidas'.


2- Para onde vamos - as nossas células vão atrair-nos para os lugares, situações, pessoas, etc., que nos possam trazer as ditas sensações de 'está tudo bem'. Logo vão atrair-nos para pessoas que nos fazem sentir boas sensações, para lugares, etc.


Claro que quando a expressão ou pensamento é 'está tudo mal', elas vão aproveitar os 'materiais' que rejeitaram para o 'está tudo bem'.


No 'está tudo mal' ou similar, vão aproveitar por exemplo na alimentação, agora, tudo aquilo que nos possa trazer más sensações (como por exemplo atrair-nos para comidas que nos fazem mal) e neste caso vão aproveitar os 'materiais bons' para as más sensações... logo tudo o que puderem aproveitar para nos trazer más sensações e mais tarde mesmo doenças, vai ficar no nosso organismo, pois é um material muito importante para as sensações que nos foram 'pedidas'. O mesmo acontece, para as pessoas, lugares e situações, vão atrairmos para onde possamos sentir essas sensações de 'está tudo mal'.


Outra situação que convém ter sempre em conta é que as nossas células, não têm sentido de humor, mesmo que naquela altura que dissemos 'está tudo bem' estivéssemos a dizer na brincadeira, elas não entendem assim e vão desde logo trabalhar para nos trazer boas sensações. O inverso também acontece, com o 'está tudo mal', mesmo que seja 'a brincar' elas vão desde logo entender que precisam de 'materiais' de más sensações.


Afinal tudo é muito mais simples do que na verdade parece ser. Para termos boas sensações, só temos de dar essa ordem, sugestão, ou simples pensamento às nossas células. No entanto, por muito que custe a acreditar, muitos não aceitam que são eles próprios, que estão a dar essas ordens às suas células, argumentando que eles querem sempre sentir-se bem, no entanto se analisarmos bem, se calhar não é bem assim, se não vejamos: - Por exemplo um desgosto de amor: se uma pessoa sofreu um desgosto de amor em que a dor foi muito forte, essa pessoa não quer voltar a sofrer, quer arranjar um(a) companheiro(a) que não o(a) faça sofrer, isto acontece a um nível consciente. No entanto a um nível inconsciente e se nada de contrário for ordenado às suas células, elas podem entender que a melhor maneira de não sofrer, será não arranjar novo amor. E para isso o que é que ela vai fazer? Vai, por todos os meios, criar situações para afastar o novo amor.


E que situações pode criar? As situações ou sensações físicas que vai criar, vão ser aquelas em que acredita a um nível mais inconsciente que sejam as melhores para que não tenha um novo amor, evitando assim a dor, que é o objectivo final a alcançar.

Se no sistema de crenças da pessoa, uma das formas de não atrair um novo amor, for por exemplo excesso de peso, as suas células vão aproveitar todos bons 'materiais' para provocar excesso de peso, não só na alimentação, mas também a atrair para lugares situações, etc., onde possa 'ganhar excesso de peso'. Isto pode incluir, por exemplo relacionar-se com pessoas que a incentivem de forma mais ou menos consciente a comer mais e de pior qualidade, etc.. Isto pode na verdade acontecer, pois na sua mente pode estar um 'programa automático de comportamento' que lhe diz que, se não se apaixonar, não vai sofrer... e assim por diante.


A sensação, desconforto ou mesmo doença, vai ser aquela em que acreditar, como sendo a melhor forma para a situação em causa. Por isso muitas pessoas, numa situação destas podem ter, desde excesso de peso, a problemas estéticos, ou outras doenças mais graves, conforme as suas crenças.


Muitas das vezes ignoramos ou não aceitamos que somos nós que estamos a dar essas ordens às nossas células, pois muitas dessas ordens, partem da nossa mente inconsciente. No entanto há sempre forma de alterar estas ordens, basta que avaliemos se a nossa reacção (que pode ser do nosso corpo às doenças ou a nossa reacção e comportamento, etc.) é a que melhor serve os nossos interesses ou não... e caso não seja, deveremos dar novas ordens às nossas células. Se nada fizermos, elas vão considerar que nós estamos satisfeitos com o trabalho que estão a desenvolver e vão continuar, até ordem em contrário.


Em resumo: não é possível ter diferente a fazer o mesmo.


Se queremos ter diferente temos de 'dizer' isso mesmo às nossas células. Este dizer pode até ser em forma de pensamento, no entanto depois temos de vigiar os nossos pensamentos e 'diálogo interno' para saber se não nos estamos a sabotar, temos de nos manter coerentes e primeiramente fazer um esforço deliberado para mudar, com ordens deliberadas e conscientes para as nossas células, pois as nossas células precisam de compreender que agora o anterior comportamento já não é o que serve os nossos interesses.


Descanse, que se a princípio, esta mudança de ordens para as nossas células pode ser decepcionante para elas - pois elas sempre 'pensaram' que estavam a fazer o melhor para nós - depressa (embora a princípio ainda duvidem, por isso deveremos repetir algumas vezes a nova ordem), elas vão aceitar as nossas novas ordens e fazer tudo para nos darem as novas sensações, pois tudo o que elas querem é fazer tudo, mas mesmo tudo, para nos darem as sensações que melhor servem os nossos interesses.


Por fim, lembre-se sempre que, mesmo quando está aparentemente sozinho no seu quarto e que pensa que pode dizer gritar ou pensar tudo o que quiser, não é bem assim, sempre consigo estão triliões de células, que são 'mais-do-que-nossas-amigas' que estão a ouvir-nos que vão trabalhar de imediato para nos dar essas sensações que passaram pela nossa mente, mesmo que agora já lá não estejam.


Uma coisa deve ter sempre em conta, AS NOSSAS CÉLULAS SÃO AMIGAS, só nos dão más sensações se lhe pedirmos... só nos dão boas sensações, se lhes também lhes pedirmos. Fácil de entender, se calhar menos fácil - mas compensador - de passar a fazer.



0 visualização



Todas as terapias apresentadas não são procedimentos médicos e/ou farmacêuticos, nem visam substituir qualquer tratamento médico, pelo que a sua alteração ou suspensão, será sempre da responsabilidade do próprio. As nosas terapias e demais procedimentos não incluem nenhum procedimento médico e/ou de enfermagem e ou medicamentoso, visa tão somente dar indicações de ordem natural.

Todos os direitos reservados

© 2019 por NOVO CONCEITO DE SAÚDE - Terapias quântica & naturais

em: https://benjamimmachado.wixsite.com/novoconceitodesaude ou www.novoconceitodesaude.tk
(Desenvolvido por Benjamim Rodrigues, com o Wix)

  • b-facebook
  • Twitter Round
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now